Educadora FM

Jay-Z é o 1º artista do hip hop a valer mais de US$ 1 bilhão, diz Forbes

Publicado em 03/06/2019 14:49

O rapper Jay-Z se tornou o primeiro artista do hip hop a valer US$ 1 bilhão. A revista "Forbes", famosa por esse tipo de cálculo, estima que os negócios tanto na música quanto fora dela do artista norte-americano já passaram da marca do bilhão, o que é inédito para alguém do gênero - e raro no mundo do entretenimento. A "Forbes" detalhou como uma reunião incomum há nove anos mudou o destino do rapper. Ele se encontrou com o bilionário Warren Buffett e o deixou impressionado com seu tino para negócios. "Jay está ensinando mais pessoas do que eu jamais ensinarei. Para um jovem crescendo, é com ele que temos de aprender", disse o empresário. Hoje, o marido de Beyoncé espalha seus investimentos por diversas áreas, que permitiram ir tão longe, muito além da música. A "Forbes" explica que a estimativa de quanto ele vale é "conservadora" ao citar US$ 1 bilhão, isto é, ele vale ainda mais que isso. Ele investiu em arte, imóveis, bebidas e ações em companhias como o aplicativo Uber. abriu sua própria gravadora para lançar, em 1996, "Reasonable Doubt". Desde então, foram 22 Grammys e 14 álbuns liderando as paradas. Parte do seu sucesso foi tomar as rédeas de seus negócios, lançando linhas de roupas, uma marca de conhaque e o serviço de Streaming Tidal. "Ele é mais que hip hop. Ele é o modelo para nossa cultura", diz o produtor Kasseem "Swizz Beatz" Dean, colega do rapper. "Se ele é bilionário agora, imagina pra onde vai. Este é só o começo. Os negócios de Jay-Z: Armand de Brignac: Avaliada em US$ 310 milhões, a marca de champagne vende garrafas douradas a US$ 300, desde que ele lançou o clipe de "Show Me What You Got", que falava justamente na bebida em sua letra. Dinheiro e investimentos: A revista estima que sua participação com ações no Uber vale cerca de US$ 70 milhões, tendo comprado sua parte por apenas US$ 2 milhões, em 2013. No total, são US$ 220 milhões nesse tipo de negócio. Tidal: Apesar de não pegar como o Spotify e o Deezer, a investida de Jay-Z com o serviço de streaming de áudio Tidal é avaliado em US$ 100 milhões, US$ 40 milhões a mais que o valor da compra junto a uma companhia escandinava. D'Ussé: Além do champagne, Jay-Z lançou uma marca de conhaque com a Bacardi, que chegou a ter crescimento de 80% em um ano, com avaliação de US$ 100 milhões. Roc Nation: A empresa de entretenimento surgiu em conjunto com a Live Nation e representa artistas de nível global, como Rihanna e J. Cole. Vale US$ 75 milhões. Catálogo musical: Jay-Z optou por ficar no controle dos direitos de suas músicas, o que se mostrou uma boa jogada, avaliada em US$ 75 milhões, com mais de 1 bilhão de audições de suas faixas anualmente. Coleção de artes: O rapper comprou nos últimos anos obras de arte como de artistas como Basquiat e é visto como um artista que ajudou a difundir obras clássicas para seu público no hip hop. Avaliação: US$ 70 milhões. Imóveis: Jay-Z possui mais de US$ 50 milhões investido em imóveis, em diversas cidades dos EUA Fonte/Reprodução: UOL