Educadora FM

Todas as próximas produções da Netflix que você não pode perder

Publicado em 05/09/2019 17:21

Já passamos do meio do ano e, por isso, podemos dizer que a maior parte dos bons títulos que eram para ser lançados em 2019 já chegaram, certo? Errado! Se depender da Netflix, ainda há muito o que se assistir, e por um bom tempo. Reunimos os filmes e as séries confirmados pela plataforma para você já poder começar a ser organizar e conseguir tempo de sobra para consumir todos os conteúdos. Filmes El Camino: A Breaking Bad Movie (11 de outubro) O filme seguirá os eventos finais de Breaking Bad. A história girará em torno de Jesse Pinkman (Aaron Paul), pouco tempo depois da sua fuga dramática no fim da série. O personagem terá que se reconciliar com o passado para ter alguma chance no futuro. Escrito e dirigido por Vince Gilligan, o criador de Breaking Bad, o longa foi produzido pela Netflix em segredo. A plataforma disponibiliza as as cinco temporadas da série. A Lavanderia (18 de outubro) A Lavanderia é um filme de Steven Soderbergh (Onze Homens e Um Segredo) para a Netflix, protagonizado por Meryl Streep, Gary Oldman e Antonio Banderas. A comédia trata do escândalo dos Panama Papers e é baseada no livro Secrecy World, de Jake Bernstein. A história acompanha o grupo de jornalistas que descobriu as redes de enriquecimento ilícito e sonegação fiscal no centro dos Panama Papers: diversos documentos confidenciais da empresa panamenha Mossack Fonseca que revelaram como pessoas importantes do mundo inteiro montavam companhias fantasmas em um paraíso fiscal, sendo poupados de pagar bilhões de dólares em impostos. Meu Nome É Dolemite (25 de outubro) O filme Meu Nome É Dolemite é estrelado por Eddie Murphy e será uma cinebiografia de Rudy Ray Moore, ator que protagonizou o filme Dolemite, de 1975, e tornou-se uma sensação. Em Meu Nome É Dolemite, Moore irá atrás da sua missão de transformar Dolemite em um sucesso como algo jamais visto anteriormente. O elenco tem ainda Tituss Burgess, Craig Robinson, Snoop Dogg, Wesley Snipes e Keegan-Michael Key. O longa contará um pouco sobre o movimento de filmes blaxploitation (longas protagonizados e realizados por atores e diretores negros, com o publico alvo, principalmente, os negros norte-americanos). O Rei (1 de novembro) O Rei, filme protagonizado por Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome), mostrará a trajetória ao poder de Henrique V, da Inglaterra, e é baseado em peças de William Shakeaspeare. Robert Pattinson, o futuro Batman, vive um duque francês no longa. O australiano David Michôd, que já dirigiu Pattinson em The Rover – A Caçada, é o diretor da produção e assina o roteiro ao lado de Joel Edgerton (Bright), que também estrela o filme. Sean Harris, Ben Mendelsohn e Lily-Rose Depp completam o elenco. Pássaro do Oriente (15 de novembro) Uma sueca que mora em Tóquio se torna suspeita de matar sua amiga depois de um triângulo amoroso conturbado com um fotógrafo da cidade. O filme, ainda sem trailer, será estrelado pela atriz Alicia Vikander (Tom Rider), Riley Keough (Mad Max: Estrada da Fúria) e Naoki Kobayashi. A direção é de Wash Westmoreland e foi baseado no livro homônimo escrito por Susanna Jones. Klaus (15 de novembro) A animação Klaus conta uma história de origem do Papai Noel. O filme é do cineasta Sergio Pablos e conta com vozes originais de J.K. Simmons, Jason Schwartzman, Rashida Jones e Joan Cusack. O Irlandês (27 de novembro) O Irlandês, novo longa de Martin Scorsese, traz novamente a parceria do diretor com Robert De Niro e Joe Pesci, e, pela primeira vez, dirige Al Pacino. O filme, que conta com três hora e meia de duração, acompanha a história real de Frank Sheeran (Robert De Niro), um mafioso suspeito de ter matado Jimmy Hoffa, líder sindical cujo corpo nunca foi encontrado. Atlantics (29 de novembro) Atlantics é um drama sobrenatural dirigido por Mati Diop. A diretora fez história quando o filme estreou em Cannes, tornando-se a primeira mulher negra a dirigir um filme apresentado em competição no festival. Em Cannes, o filme ganhou o Grand Prix. No subúrbio de Dakar, ao longo da costa atlântica, uma torre futurista está prestes a ser oficialmente aberta, mas os trabalhadores da construção não são pagos há meses. Durante uma noite, eles decidem deixar o país por mar, em busca de um futuro melhor. Perdi Meu Corpo (29 de novembro) Longa do diretor francês Jeremy Clapin, Perdi Meu Corpo é produzido pela Netflix e pelo estúdio Xilam. O filme ganhou o Grand Prize da Semana da Crítica em Cannes, o Cristal Award de Melhor Longa-Metragem e o Audience Award do Annecy Award. Baseado no romance best-seller de Guillaume Laurent, o filme entrelaça aventura, amor entre jovens e lembranças de infância quando uma mão decepada escapa de um laboratório de dissecação com um objetivo crucial: voltar ao seu corpo. Enquanto atravessa as armadilhas de Paris, lembra-se de sua vida com o jovem ao qual estava ligado, até que conheceram Gabrielle. História de um Casamento (6 de dezembro) História de um Casamento é estrelado por Scarlett Johansson e Adam Driver. O longa foi escrito e dirigido por Noah Baumbach, que foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original pelo filme A Lula e a Baleia. A produção conta a história de um diretor de palco (Driver) e de sua esposa e atriz (Johansson), que lutam contra um divórcio, que acaba os levando aos pontos mais extremos, tanto em termos pessoais como criativos. O elenco ainda conta com Laura Dern, Ray Liotta, Merritt Wever e Alan Alda. Dois Papas (20 de dezembro) Dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles, Dois Papas é estrelado por Anthony Hopkins e Jonathan Pryce. O filme mostra a relação entre o Papa Francisco e o Bento XVI, um pouco antes da renúncia de Bento. Séries O Espião (6 de setembro) A série O Espião, estrelada por Sacha Baron Cohen, é ambientada na década de 1960 e a contará a história real do agente Eli Cohen, que trabalhava no Mossad – o serviço secreto israelense – como um espião na Síria, onde se tornou conselheiro do Ministério de Defesa do país. Porém, equilibrar sua vida pessoal e profissional se torna cada vez mais difícil enquanto sua missão chega à consequências importantes para a realidade do Oriente Médio até hoje. O elenco conta também com Noah Emmerich (The Americans), Hadar Ratzon (Homeland) e Waleed Zuaiter (Invasão à Londres). A direção é de Gideon Raff, conhecido pelo seu trabalho em Prisioneiros de Guerra, série na qual Homeland foi inspirada. The I-Land (12 de setembro) The I-Land se passa em uma ilha paradisíaca com algumas de pessoas isoladas, monitoradas por câmeras e sem suas memórias. Pouco a pouco eles vão percebendo que terão que lutar para sobreviver. Por conta da narrativa de ficção científica que envolve uma ilha, os fãs têm comparado a série à Lost e também à franquia de filmes Jogos Vorazes. Com sete episódios na primeira temporada, o elenco de conta com Kate Bosworth (Superman: O Retorno), Alex Pettyfer (Magic Mike) e Natalie Martinez (Kingdom). Inacreditável (13 de setembro) Baseada em fatos reais, a série conta a história de uma adolescente (Kaitlyn Dever) que é acusada de falsa denúncia de estupro. Anos depois, duas detetives começam a encontrar casos muito parecidos com o da jovem. Toni Collette vive uma dessas detetives que buscam a verdade por trás de vários casos de estupros que aconteceram em diversas cidades, mas que podem estar conectados. Inspirada no artigo vencedor do Pulitzer An Unbelievable Story of Rape, de T. Christian Miller e Ken Armstrong, e no episódio Anatomy of Doubt do programa de rádio This American Life, a série Inacreditável terá episódios dirigidos por Susannah Grant e Lisa Cholodenko. Marianne (13 de setembro) Marianne é uma série francesa de terror. Criada por Samuel Bodin, a história acompanha um escritor de terror que volta para sua cidade natal e descobre que um espírito sinistro ancestral, chamado Marianne, está à solta. Marianne terá oito episódios em sua primeira temporada. Criminal (20 de setembro) Criminal é uma série antológica que vai mostrar 12 histórias policiais ambientadas no Reino Unido, França, Alemanha e Espanha e será inteiramente em salas de interrogatório, mostrando o embate mental entre os detetives e os suspeitos. O elenco conta com David Tennant (Doctor Who), Hayley Atwell (Capitão América), Florence Kasumba (Pantera Negra), Sebastian Koch (Ponte dos Espiões), Nina Hoss (O Homem Mais Procurado) e Jérémie Renier (Na Mira do Chefe). Inside Bill’s Brain (20 de setembro) Com este documentário – dividido em três partes –, a Netflix promete um retrato inovador e revelador de Bill Gates. A produção, dirigida por Davis Guggenheim, concentra-se no fundador da Microsoft, mas também em sua esposa Melinda, bem como em alguns parentes e amigos mais chegados. The Politician (27 de setembro) The Politician, nova série de Ryan Murphy, mostra algumas pessoas indo até as últimas consequências por conta de suas ambições políticas. A trama gira em torno de Payton Hobart (Ben Platt), um estudante rico de uma escola particular da Califórnia, que deseja, desde pequeno, se tornar presidente dos EUA. Porém, antes disso, ele terá de se tornar um político em um ambiente hostil: seu próprio colégio, se elegendo presidente do Grêmio Estudantil e garantindo um lugar em Harvard. O elenco conta com Ben Platt, Gwyneth Paltrow, Jessica Lange, Zoey Deutch, Lucy Boynton, Laura Dreyfuss, Rahne Jones, Theo Germaine, Julia Schlaepfer, Bob Balaban, Dylan McDermott, January Jones, David Corenswet, Judith Light e Bette Midler. Cara x Cara (18 de outubro) Estrelada por Paul Rudd, Cara x Cara é uma série de comédia existencial que propõe uma questão: nós realmente queremos ser melhores? Rudd vive um homem frustrado com a vida que passa por um misterioso tratamento e acaba descobrindo que foi substituído por uma versão aprimorada de si mesmo. A série terá oito episódios, foi criada por Timothy Greenberg e é dirigida por Jonathan Dayton e Valerie Faris (Pequena Miss Sunshine). A Irmandade (25 de outubro) A Irmandade é uma série brasileira que mistura suspense e drama. A produção é ambientada nos anos 1990 e traz Naruna Costa (Hoje Eu Quero Voltar Sozinho) como uma advogada honesta que descobre como seu irmão, Edson (Seu Jorge), é líder de uma facção criminosa. Quando é coagida pela polícia a se infiltrar na Irmandade, ela passa a questionar seus próprios valores sobre lei e justiça, descobrindo um lado sombrio que nem imaginava ter. A série terá oito episódios e foi criada por Pedro Morelli. The Witcher (Final de 2019) The Witcher é uma série baseada na obra de Andrzej Sapkowski que também inspirou uma trilogia de jogos pela CD Projekt RED. Ela será estrelada por Henry Cavil, o Superman dos filmes da DC, que viverá Geralt de Rívia na produção. A saga de livros, publicada inteiramente durante a década de 1990, se passa em um mundo de fantasia medieval e acompanha o bruxo Geralt um dos últimos bruxos restantes na Terra. Ele é um destemido andarilho e caçador de monstros, dotado de capacidades físicas sobrenaturais. O cineasta Alik Sakharov, conhecido por dirigir vários episódios de Game of Thrones e The Americans, vai comandar alguns dos episódios da série. Queer Eye: We’re in Japan! (Final de 2019) ste é um especial de quatro partes do Queer Eye, em que o Fab Five viaja ao Japão para aprender sobre a cultura japonesa e trabalhar em novo grupo de pessoas que precisam melhorar diversas coisas em suas vidas. Cowboy Bebop (Sem data de estreia) A trama de Cowboy Bebop se passa no ano 2071, e acompanha um grupo de caçadores de recompensas em uma série de aventuras ao redor do Sistema Solar, misturando elementos de western, ficção científica e noir. Na adaptação da Netflix do famoso anime, John Cho (Star Trek) será Spike Spiegel, Mustafa Shakir (Luke Cage) será o Jet Black, Daniella Pineda (Jurassic World: Reino Ameaçado) será Faye Valentine e Alex Hassell (Suburbicon) será o vilão Vicious. Os dois primeiros episódios serão dirigidos por Alex Garcia Lopez, que dirigiu episódios de Demolidor, Luke Cage e Manto e Adaga. Shinichiro Watanabe, diretor do anime original, faz consultoria para a série. Até o momento, foram confirmados dez episódios. Agent King (Sem data de estreia) A animação Agent King traz Elvis Presley como um espião. Mike Arnold, de Archer, será showrunner, roteirista e produtor executivo. O famoso cantor troca seu traje branco por um jet pack quando ele entra para um programa governamental de espiões secretos, para lutar contra as forças malignas que ameaçam o país que ele ama. Tudo isso enquanto Elvis continua mantendo seu trabalho como o Rei do Rock And Roll. A série foi criada e produzida por Priscilla Presley, viúva de Elvis, e pelo cantor John Eddie, em parceria com a Sony Pictures Animation e Sony Pictures Television. Fonte/Reprodução: Jovem Nerd