Educadora FM

Ringo Starr e Dave Grohl são a próxima dupla a se entrevistar para a revista Rolling Stone

Publicado em 30/10/2019 18:21

Dando sequência ao projeto "Musicians On Musicians", chegou a vez dos dois icônicos bateristas conversarem Um dos veículos mais tradicionais no mundo do entretenimento, a revista norte-americana Rolling Stone, iniciou recentemente uma série de entrevistas feitas por dois artistas. A ideia do projeto é reunir personalidades que de alguma maneira se interligam para um bate-papo descontraído e sem papas na língua. Já postamos por aqui as conversas anteriores entre Lana Del Rey e Elton John e depois Billie Joe Armstrong e Billie Eilish. Mas aparentemente os encontros só melhoram, já que agora chegou a vez de dois grandes bateristas entrarem até numa banheira juntos, para o ensaio fotográfico que vai acompanhar a matéria. Ringo Starr e Dave Grohl. De um lado o baterista dos Beatles. Do outro, o responsável pelas batidas do Nirvana. Ambos se tornaram frontmen de suas atuais bandas, a All Star Band e o Foo Fighters. Um considera o outro sua principal influência para começar a tocar e os dois são amigos desde 2013, entre homenagens e participações em livros de fotografias, ambos têm intimidade para abordarem inúmeros assuntos. E assim fizeram. Além das coincidências relacionadas ao instrumento no qual se destacaram no início da carreira, eles também passaram por situações semelhantes ao perderem seus amigos e fundadores das bandas nas quais tudo começou. Ringo relatou como foi receber a notícia sobre o assassinato de John Lennon e depois a morte de George Harrison, pedindo até desculpas por ainda se emocionar ao mencionar o ocorrido. Já Dave, afirmou não gostar de falar muito sobre o suicídio de Kurt Cobain, comentando o quão difícil é lidar com a morte de alguém próximo e acompanhar que o evento se torna algo muito maior que um ser humano para a mídia. Você se senta para dar uma entrevista e as pessoas fazem perguntas que são muito emocionais e que você nunca perguntaria para um estranho em outras situações. Não existe jeito certo ou errado de sentir luto por alguém que você ama. Por um tempo, você se sente anestesiado. Depois, lembra das coisas boas e depois das coisas ruins. Por um tempo, eu nem ligava o rádio, comentou o líder do Foo Fighters. Confira um pouquinho dos bastidores: Fonte/Reprodução: BandMulti