Educadora FM

Shakira é investigada por sonegação na Espanha

Publicado em 11/09/2020 18:10

Cantora teria aberto 14 empresas fantasmas em paraísos fiscais Polêmica! A colombiana Shakira está entre um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e sites de notícias, mas infelizmente não é devido a algum lançamento musical. O jornal espanhol El País divulgou ontem (09) que a artista teria sonegado cerca de 90 milhões de reais, já convertendo a quantia em euros, de impostos para o governo. Segundo a reportagem, a dona do hit “Waka Waka” teria deixado de pagar o valor obrigatório perante seus negócios e distribuído seus bens em 14 empresas fantasmas localizadas em paraísos fiscais, mais especificamente nas ilhas Virgens e Cayman. Tais locais não têm funcionários e nem materiais e suas existências seriam de fachada para esconder sua fortuna. Uma condenação do tipo já havia ocorrido em 2011, quando a diva pagou € 24 milhões às autoridades espanholas pelo mesmo motivo. O portal também divulgou que ela estaria sendo condenada por vários crimes: "Nos últimos três anos, Shakira embolsou 34,9 milhões de euros e deixou de pagar ao Tesouro Nacional cerca de 14,5 milhões de euros. O Ministério Público abriu processo e a cantora agora é acusada de seis crimes fiscais." A atual investigação está focada nos anos de 2012 a 2014, período no qual ela residiu no país, porém a intérprete afirmou que não morava de forma fixa, inclusive em 2019 ela testemunhou para um juíz alegando que era uma “nômade sem raízes”. Vale lembrar que ela e o marido Gerard Piqué vivem em Barcelona desde 2011. Por enquanto a intérprete não se manifestou sobre o assunto.